Atualizado em: 21 março 2011

Radiação Eletromagnética – Definição

A radiação eletromagnética é composta por ondas de campo magnético com campo elétrico que constantemente se geram, de maneira mútua, podendo se propagar no vácuo, ou seja, ela não precisa de um meio para que possa se propagar, e transportar energia. Os exemplos mais comuns de radiação eletromagnética são a luz, ondas de rádio, TV, microondas, infravermelho, laser e os raios X.

publicidade:

A radiação eletromagnética é variável de acordo com a frequência da onda, ou seja, quantas vezes a onda é emitida em determinada unidade de tempo. A diferença entre os exemplos citados em relação à possibilidade de visualização humana é a faixa de frequência em que somos capazes de enxergar ou seja, os raios x, por exemplo, estão na faixa de frequência fora do alcance da visão humana. As ondas do forno de micro-ondas também são ondas eletromagnéticas.

Já para diferenciar as radiações entre si, o critério adotado é o comprimento da onda, ou seja, a distância entre dois pontos máximos ou mínimos da onda. Cada um dos exemplos é distinguível justamente por possuir um comprimento de onda diferente dos demais. Cabe observar que o comprimento de onda e a freqüência estão intrinsecamente ligados na mesma onda, sendo indiretamente proporcionais.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook