Atualizado em: 11 julho 2011

Novo Acordo Ortográfico – Histórico e Objetivos 2011

O Novo Acordo Ortográfico causou polêmica assim que foi divulgado. No início muitos erros foram cometidos até mesmo por instituições de renome como a Academia Brasileira de Letras, mas agora tudo parece esclarecido.

Há mais de 02 anos entrou em vigor o Novo Acordo Ortográfico que, em 29 de setembro de 2009, foi assinado pelo Governo Brasileiro e pelos outros 07 Governos lusófonos, ou seja, pelos países que têm como língua oficial o Português, sendo eles: Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Timor-Leste e Portugal.O acordo teve como objetivo principal a criação de uma unidade gráfica entre os 08 países que têm a Língua Portuguesa como língua materna.

publicidade:

A reforma alterou apenas aspectos ortográficos, pois nem seria possível mexer em outros aspectos como a sintaxe ou a pronúncia, para que os países passem a grafar de forma idêntica, pois o Brasil grafa de uma forma enquanto os outros países, liderados por Portugal, grafam de outra maneira.

De acordo com representantes brasileiros da área, essa falta de unidade, causava dificuldades em relação à elaboração de documentos internacionais e em relação à distribuição de obras escritas em português pelo mundo, pois hora os livros estavam em português brasileiro e hora em português de Portugal.

Muitos não sabem, mas os documentos públicos trocados entre o Governo Brasileiro e o Governo Português são redigidos duas vezes, em português do Brasil e português de Portugal, devido às divergências entre as línguas.

Apesar de a lei garantir que as duas ortografias, a velha e a nova, devam coexistir até 31 de dezembro de 2011, já no início de 2009 muitas Editoras e, até mesmo, a Academia Brasileira de Letras publicou dicionários e livros com as novas regras ortográficas. Essas publicações, devido alguns pontos dúbios da lei, continham erros e divergências. Aqueles que adquiriram as primeiras publicações tiveram prejuízos e precisaram se atualizar.

Após a 5ª edição do VOLP – Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa – da Academia Brasileira de Letras, ainda em 2009, essas dúvidas foram esclarecidas e agora podemos nos atualizar com segurança.

Daqui a um ano e meio o uso das novas regras ortográficas será obrigatório e como as dúvidas já foram dirimidas, agora é uma boa hora para começar a aprender. Confira nos próximo artigos algumas dicas sobre o assunto.

 

Fontes

Academia Brasileira de Letras

Entrevista Professor Pasquale

 

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook