Atualizado em: 24 outubro 2012

Livro Boca do Inferno: Resumo

Descubra um pouco da história da Bahia durante a década barroca e não pare por aqui, leia essa obra na íntegra.
Você Sabia?
Ana Miranda ao escrever o “Boca do Inferno” foi capaz de ser fiel ao retrato do que acontecia na Bahia. O livro é indicado para aqueles que se interessam por histórias de aventuras, lutas e, acima de tudo, por boa literatura.
Boca do Inferno de Ana Miranda

Boca do Inferno: um pouco do clima da Bahia e da história do poeta Gregório de Matos. (Foto: Divulgação)

O livro “Boca do Inferno” é um sucesso escrito por Ana Miranda e o título liga-se diretamente ao grande poeta Gregório de Matos, conhecido por conta de suas sátiras desnudas em pleno século XVII, na Bahia.

A história do “Boca do Inferno” se desenrola em meio a uma antiga briga entre as famílias Menezes e Ravasco. Ambas tinham o seu prestígio, disputavam poder e costumavam lavar a honra derramando o sangue do rival.

publicidade:

Naquela época a sociedade do estado baiano passava por um período dificultoso, em que a corrupção, a injustiça e o jogo de interesses eram eminentes.

Quem se destaca entre os Ravasco é o orador Padre Antônio Vieira Ravasco, amigo muito próximo de Gregório de Matos, que o ajuda na perseguição contra um dos Menezes, o governador geral Antônio de Souza Menezes e o seu Alcaide-Mor, Francisco Teles de Menezes.

Em meio a essas contendas acontecem mortes encomendadas, perseguições, prisões, prostituição e diversas outras contendas. Gregório se apaixona por uma mulher casada, ou seja, o relacionamento era impossível.

Ao final o poeta case-se com Maria de Povos, uma viúva bonita e desejada por ele. Mesmo assim a vida nos bordéis continua a mesma para o homem, que sempre gostou de frequentar esses lugares.

Personagens do “Boca  do Inferno”

Gregório de Matos: poeta do Barroco. O boca do inferno – genial canalha – fazia críticas mordazes aos políticos da Bahia do século XVI.
Padre Antônio Vieira: em seus sermões e cartas, atacava o clero brasileiro e políticos, revelando a seus fiéis as contradições sociais.
Antônio de Sousa Menezes: governador da Bahia – O Braço de Prata.
Gonçalo Ravasco: inimigo de Antonio S Menezes
Bernardo Ravasco: irmão
Bernardina Ravasco: filha de Bernardo
Maria Berco: empregada dos Ravasco e amante de Gregório.
Tele de Menezes: secretário do governador
 Donato Serotino: mestre de esgrima
Antonio de Brito: mata Francisco Teles de Menezes
Anica de Melo: cafetina


Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook