Atualizado em: 21 fevereiro 2014

Biografia de Chacrinha

Confira abaixo um pouco sobre a história de um dos maiores mestre da comunicação, o nosso improvável José Abelardo Barbosa de medeiros, o chacrinha.
Você Sabia?
Que a televisão em cores surgiu em 1954, na rede norte-americana NBC.
images (1)

Abelardo Barbosa de Medeiros mais conhecido como Chacrinha fez muito sucesso na televisão brasileira

Conhecido por Chacrinha, José Abelardo Barbosa de Medeiros fez muito sucesso na televisão e no rádio, ele nasceu em Surumbim em 30 de setembro de 1917 e faleceu no Rio de Janeiro em 30 de junho de 1988. Trabalhou como comunicador de rádio e como apresentador na televisão brasileira, alcançando o pico do sucesso por volta da década de 50 aos 80, mas até hoje é lembrando com muito carinho pelos fãs.

Uma de suas frases mais famosas: “Na televisão, nada se cria, tudo se copia”, através dos programas de televisão em que Chacrinha comandava foi revelado nomes de grandes artistas para todo o país como Raul Seixas, Roberto Carlos, Perla, Paulo Sérgio entre outros.

publicidade:

Biografia de Chacrinha:

A maior parte da infância de Chacrinha foi passada em Surubim, Pernambuco, e apenas aos 10 anos idade sua família mudou para Campina Grande, na Paraíba. Em 1936 iniciou a faculdade de Medicina, mas apenas no 3°período em 1937, ocorreu o primeiro contato com a rádio ao apresentar uma palestra sobre alcoolismo na rádio Clube de Pernambuco. Mesmo com diversas crises financeiras em sua família, ainda assim a infância desse ícone da comédia foi tranqüila.

Na televisão sua carreira iniciou em 1956 quando apresentou pela primeira vez o programa Rancho Alegre, na TV Tupi, e também apresentou o programa Discoteca do Chacrinha, depois mudou para a TV RIO e somente em 1970 assinou contrato com a Rede Globo.

Nos programas de calouros foi considerado seu auge, pois se apresentava com vestimentas engraçadas e espalhafatosas, sua marca era o uso de uma buzina de mão utilizada para desclassificar os calouros, assim como seu debochado humor e seus bordões e expressões engraçadas, como “Vocês querem bacalhau?”, “Teresinha!”, “Quem não se comunica, se estrumbica!”, “Eu vim para confundir, não para explicar, esses bordões acabaram tornando-se popular.

Foi substituído em 1988 em alguns programas pelo apresentador Paulo Silvino devido à doença. No mesmo ano voltou no mês de junho com a ajuda de João Kléber até que tivesse se recuperado. Mas devido a um infarto do miocárdio e insuficiência respiratória acabou falecendo no dia 30 de junho de 1988.

Vídeo sobre a Historia do Chacrinha:

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook