Atualizado em: 28 março 2013

Planos de Previdência Privada: Vantagens e Onde Fazer

Fique por dentro das vantagens dos planos de Previdência Privada, e entenda melhor como você pode realizar essa renda vitalícia e onde fazer!
Você Sabia?
Ela foi lançada por aqui, em Abril de 2010 e causou um grande avanço de uma forma bem complementar para garantir a renda ao comprador ou beneficiário.
Planos de Previdência Privada 01

Podendo ser complemento de renda, os Planos de Previdência Privada auxilia você como um beneficio. (Reprodução)

A aposentadoria pelo sistema de previdência nacional foi pensada para garantir uma renda mínima aos aposentados.

De tal forma, ela é limitada por um teto, mas pode ser complementada com uma renda extra, entre algumas opções há a opção de fazer um plano de previdência privada.

publicidade:

Vantagens

Existem, atualmente, dois planos de previdência privada no Brasil, o Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) e o Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL). O maior atrativo de ambos é a possibilidade de pagar um valor pequeno para um beneficio maior.

O beneficio fiscal dos planos do tipo PGBL é feio por dedução anual do valor investido, até 12% da renda bruta anual. Mas, para fazer essa dedução é preciso fazer uma declaração completa de IR, que ao contrário da versão reduzida, não dá direito a desconto de 20%. Para quem prefere manter a versão simplificada da declaração de IR o plano mais adequado é o VGBL, nesse caso a pessoa só pagará tributos sobre o rendimento da aplicação em previdência privada.

A cobrança do imposto só acontece no resgate do plano, lembrando também que é muito indicado para profissionais liberais.

Como Fazer?

Para a cobrança do imposto o investidor deve escolher entre duas opções, a Tabela Progressiva ou a Tabela Regressiva do IR, a primeira é indicado àqueles que irão receber de aposentadoria um valor abaixo do limite do IR, na segunda o percentual de imposto cobrado diminui a cada dois anos.

A rentabilidade dos planos de previdência privada varia, pois dependem da aplicação, que pode ser mais ou menos agressiva, a depender da escolha do investidor. Os especialistas indicam que a renda final, no resgate, deve ser pelo menos 70% da renda atual para que o investimento em um plano privado valha a pena.

Onde Fazer?

Para realizar um plano de previdência privada, consulte seu banco, a maioria dos bancos nacionais possuem suas próprias carteiras de previdência. É interessante lembrar que não há prejuízo se o investidor não conseguir cumprir com sua meta de depósito mensal, o saldo anterior continuará investido acumulando seus rendimentos. E quando o investidor poder reativar seus pagamentos mensais, basta entrar em contato com seu banco.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook