Atualizado em: 10 fevereiro 2011

IGPM 2010 FGV

O IGPM no começo teve como objetivo balizar as correções de alguns títulos emitidos pelo Tesouro Nacional e Depósitos Bancários com renda pós fixada, num período acima de um ano. Depois de um tempo, o IGPM passou a ser utilizado para corrigir os contratos de aluguel e passou a ser utilizado como indexador de algumas tarifas.

publicidade:

O IGPM FGV analisa as mesmas variações de preços consideradas no IGP-DI/FGV, ou seja, o Índice de Preços por Atacado (IPA), que tem peso de 60% do índice, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que tem peso de 30% e o Índice Nacional de Custo de Construção (INCC), representando 10% do IGP-M.  Ele é calculado por mês e divulgado no final do mesmo mês de referência.

O que difere o IGP-M/FGV e o IGP-DI/FGV é que as variações de preços consideradas pelo IGP-M/FGV se referem ao período do dia vinte e um do mês anterior ao dia vinte do mês em questão e o IGP-DI/FGV refere-se a período do primeiro dia ao dia trinta do mês em questão. As variações prévias são divulgadas a cada dez dias pela FGV, e irão compor o índice referente ao período completo que foi analisado. Atualmente o IGP-M é o índice utilizado para balizar os aumentos da energia elétrica e dos contratos de aluguéis.

Para mais informações:

http://www.portalbrasil.net/igpm.htm

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook