Atualizado em: 16 março 2011

WikiLeaks: Internet é uma máquina de espionagem

wikileaks-001Julian Assange, fundador do site de denúncias WikiLeaks, disse que a Internet é “a maior máquina de espionagem que o mundo já viu” e um obstáculo à liberdade de expressão.

Falando aos alunos da prestigiosa Universidade de Cambridge, o ex-hacker, disse na terça-feira que a Internet, e particularmente sites de redes sociais como o Facebook, dão aos governos uma maior capacidade de bisbilhotar.

publicidade:

“Assim, o Facebook demorou 3 ou 4 anos para fomentar a revolta no Cairo”, disse Assange. “Foi muito pequena … Depois disso, o Facebook foi usado para prender os principais líderes, que foram espancados, presos e interrogados”.

“Assim, embora em alguns aspectos, a Internet tenha a capacidade de deixar-nos saber a um nível sem precedentes o que o governo está fazendo, é também a maior máquina de espionagem que o mundo já viu“, acrescentou.

O crescimento da tecnologia está ajudando regimes tirânicos “, disse o australiano de 39 anos, que agora tenta evitar sua extradição para a Suécia por acusações de crimes sexuais.

“Não é uma tecnologia que promove a liberdade de expressão”, disse ele. “Não é uma tecnologia que promove os direitos humanos”.

“É mais uma tecnologia que pode ser usada para estabelecer um sistema totalitário de espionagem, como nunca vimos.”

O ativista, reafirmou sua opinião de que o site ajudou a desencadear a insurreição em curso nos países árabes.

Ele disse que a divulgação de documentos oficiais diplomáticos dos Estados Unidos haviam “mudado algumas das dinâmicas” na Tunísia, o que resultou em uma mudança de regime.

Assange também manifestou solidariedade para com o soldado americano Bradley Manning, que foi preso sob suspeita de ter vazado as informações, e declarou “seu apoio para o seu sofrimento”.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook