Atualizado em: 27 janeiro 2011

Marinha Mercante do Brasil

A Marinha Mercante do Brasil atualmente não se encontra como antes. Antigamente, a indústria naval brasileira estava em alta, a pleno vapor. Nessa época (década de 60 a 80) o Brasil possuía grandes armadores. Chegada a década de 90, a Marinha Mercante teve um fim esperado, quando teve seu naufrágio. Foram-se reduzindo de maneira drástica as frotas nacionais, mantendo algumas rotas de baixo custo de vez em quando atendidas.

publicidade:

Após essa queda, quem quisesse o produto brasileiro, teria que buscar, devido a queda de exportação, pois não tinham mais transportes para executar a exportação. Os produtos apodreceriam nos postos por falta de transporte. Foi-se então acumulando, prejuízo em cima de prejuízo para os estrangeiros e também para os empresários brasileiros. O apoio governamental também era fraco, não apoiavam as várias grandes companhias brasileiras e por essa razão as companhias faliram.

Além disso, a fabricação de embarcações no Brasil parou. Estaleiros fecharam suas portas, não aproveitando o desenvolvimento tecnológico adquirido em outros anos. Nessa época, o prejuízo era tão grande, que mesmo todas as escolas de formação funcionando, formavam todas somente 30 novos oficiais.

Não era o que se esperava para o futuro de nossa Marinha. Mas novos experimentos foram feitos, com novas idéias e novos empreendimentos, o que já mudou a situação da nossa Marinha.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook