Atualizado em: 20 junho 2013

Lagarta Helicoverpa armigera

O nome Lagarta surgiu depois que nos ensinaram que quando um bicho aparece em alguma folha ou legume
Você Sabia?
Que a lagarta Helicoverpa armigera (Lepidoptera; Noctuidae) vem atacando as culturas de soja, milho e algodão.
Lagarta Helicoverpa armigera

Somente na Bahia, a lagarta Helicoverpa armigera causou prejuízos superiores a um bilhão de reais.

A lagarta Helicoverpa armigera é uma praga da agricultura que já causou seus danos há quarenta anos e que foi novamente descoberta oficialmente em Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Bahia, Paraná e Distrito Federal. Também há relatos no Maranhão, Piauí, Mato Grosso do Sul e São Paulo.

Sendo que somente na Bahia, a lagarta Helicoverpa armigera causou prejuízos superiores a um bilhão de reais. Na Bahia a lagarta Helicoverpa armigera atacou lavouras de soja, algodão e feijão.

publicidade:

Como Combater

Outros meios de se combater a lagarta Helicoverpa armigera são o uso de armadilhas com feromônio ou luminosas, a rápida destruição de restos da cultura ou a liberação de inimigos naturais da lagarta, como a microvespa Trichogramma sp., que  já esta disponível em biofábricas  brasileiras. Mas quanto ao uso de inseticidas, deve-se evitar o uso de um defensivo agrícola único pois a lagarta desenvolve rapidamente resistência aos defensivos agrícolas.

O que agrava ainda mais o quadro é a capacidade reprodutiva da lagarta Helicoverpa armigera, pois a fêmea coloca de 1.000 a 1.500 ovos no seu ciclo de vida. Além do fato de que as lagartas adultas se espalham rapidamente pelas lavouras, podendo se locomover por grandes distâncias.

Informações

Mas como este tipo de lagarta já estava a muito tempo afastada das lavouras brasileiras, hove cogitações se o aparecimento dela não seria um ataque de bioterrorismo, o que fez o governo federal colocar a Agência Brasileira de Inteligência e a Polícia Federal no processo.

O grande receio do governo é que o ataque da lagarta Helicoverpa armigera às lavouras pode comprometer gravemente ou até inviabilizar a próxima safra brasileira.

Para evitar o ataque da lagarta Helicoverpa armigera às lavouras da Bahia o governo autorizou o uso temporário do defensivo agrícola benzoato de emamectina.. Sendo que também foram implantados o manejo integrado e o controle biológico.

Para a próxima safra foi autorizada a aquisição de  uma semente chinesa resistente à lagarta Helicoverpa armigera.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook