Atualizado em: 22 março 2011

Juiz ordena Steve Jobs a responder perguntas

Juiz norte-americano ordena Steve Jobs a responder questionamentos sobre um processo antitruste relacionado ao iTunes.

541301944_23205e16b0Um juiz dos Estados Unidos declarou que o CEO da Apple, Steve Jobs, que está fora da empresa em licença médica, deve responder às perguntas dos advogados de acusação em um processo antitruste relacionado com a loja online da empresa, iTunes.

O juiz Howard Lloyd da corte do tribunal do Distrito Norte da Califórnia, decidiu que os advogados que representam os demandantes no processo, podem interrogar Steve Jobs por duas horas. O juiz deu seu veredicto na segunda-feira (21).

publicidade:

 

SOFTWARE FAIRPLAY É O VILÃO

Na denúncia, um grupo de consumidores alega a Apple criou um monopólio de download de arquivos de música para o player iPod e sua loja iTunes.

A questão em disputa é um software chamado Fairplay, que permite apenas músicas compradas no iTunes serem reproduzidas no iPod, segundo a denúncia.

Um de seus rivais, a Real Networks, respondeu, em 2004, através da introdução de uma tecnologia que permitia ao consumidor, reproduzir músicas baixadas no site da Real nos seus iPods.

A Apple que não gosta nada de liberdade, reagiu rapidamente, anunciando uma “versão melhorada” do software iTunes que curiosamente bloqueou as musicas baixadas na Real Networks.

 

A SENTENÇA

“O tribunal acredita que Jobs tem uma visão única, da qual nenhuma outra pessoa compartilha sobre as atualizações de software da Apple em Outubro de 2004 que inutilizou arquivos de música digital da Real Networks e novamente repetiu a ação com o iPod” redigiu o juiz Lloyd em sua sentença.

 

A SAÚDE DE STEVE JOBS

A decisão ocorre em meio a um intenso questionamento sobre a saúde de Jobs. No início deste mês um Jobs forte, mas magro, revelou o novo Apple iPad. Sua aparência ajudou a tranquilizar os investidores e fãs, preocupados com o que significaria a sua ausência da empresa.

O juiz Lloyd disse que os questionamentos à Jobs seriam limitados a questões sobre os eventos subsequentes com a Real Networks, em 2004.

Via Yahoo News
Imagem Flickr by CC BY-SA 2.0

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook