Atualizado em: 17 março 2011

EUA admite não ter recursos para combater hackers

hackerO presidente do Conselho de Segurança da Informação, subordinado ao Departamento de Estado norte americano, o general Keith Alexander, alertou o congresso daquele país, que as Forças Armadas não dispõem de pessoal ou recursos para defender adequadamente um ataque cibernético. “Estamos muito fracos”, admitiu ele, enquanto assegurou que os computadores do governo, recebem milhões de ataques por dia.

A falta de recursos mantem paralisadas as medidas necessárias para tornar o sistema de proteção seguro, revelou a este respeito, o Departamento de Segurança Interna.

publicidade:

“Estamos descobrindo que não somos capazes de fazer o que precisamos“, disse Alexander, que admitiu, no entanto, ter havido progressos nos últimos anos.

Para o responsável pelo Comando Cibernético do Departamento de Estado não se trata de “um perigo hipotético”. Em sua opinião o ciberespaço pode se tornar “um santuário onde os adversários reais e potencial se tornam eficazes e capacitados” o suficiente para atacar os EUA e seus aliados, relata à BBC.

Autoridades dos Estados Unidos estimam que criminosos, terroristas e países inimigos estão obtendo cada vez mais sucesso em seus ataques aos computadores, com os quais pretendem espionar, roubar documentos e danificar certos sistemas.

Nós que acompanhamos notícias ligadas a área de tecnologia temos visto como os ataques cibernéticos tem sido bem sucedidos ultimamente, principalmente os lançados a partir da China, que suspeita-se, tem ajuda e financiamento governamental daquele país.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook