Doenças de um Canario Belga

Doenças de um Canario Belga

Foto Divulgação: (Canário Belga).

As aves criadas em cativeiro podem sofrer de enfermidades, reprodutor, cutâneo, locomotor, circulatório e neurológico, ou seja, assim como os seres humanos, os animais também sentem dor, podem estar tristes e ao mesmo tempo, morrer devido há algum tipo de doença, isso mesmo, até o Canário Belga, assim como muitos acham, mesmo com o canto alegre e alto, ele pode sofrer problemas com doenças!

As doenças

  • Existem algumas enfermidades que săo frequentes e ocorrem em surtos nos animais, algumas podem até ser raras e ao mesmo tempo, não os atingirem de maneira bruta, mas saibam, em alguns casos individuais elas podem acontecer esporadicamente.
  • Segundo pesquisas, o aparelho gastrintestinal sofre com enfermidades bacterianas, parasitárias, nutricionais, virais e tóxicas, Na pele os mesmos problemas ocorrem, mas os virais e parasitários são mais frequentes.
  • No caso dos pássaros, existem algumas transmissões de vírus nas quais a transmissão pode ocorrer por lesões que afetam a inteligência e desempenho no qual os bichos podem ficarem quietos, sem comer e ao mesmo tempo, dormem ao tempo todo, ou. Se você já se deparou com algum animalzinho dormindo a toa no dia a dia, e ao mesmo tempo, ele sem mais nem menos teve um surto, isso pode ser algum resultado de doença.
  • As infecções podem também, ocorrer  através da picada de mosquitos, ácaros e piolhos da pele, no caso, as aves que tiveram a doença e se recuperaram tornam-se portadoras, săo resistentes a novas infecções, mas podem estar eliminando o vírus.
  • Os sinais clínicos geralmente incluem dificuldade respiratória, dificuldade na apreensão e deglutição de alimentos, sonolência, perda de peso, diarreia, sensibilidade nas patas e coceira na comissura do bico. As aves podem ser afetadas pelas formas cutânea, diftérica, septicęmica, coriza e tumoral.

O poxvírus dos canários frequentemente causa uma pneumonia descamativa com oclusão dos capilares, resultando em dispneia. A maioria das aves morre em torno de três dias a partir do aparecimento dos sinais clínicos e a mortalidade varia de 70% a 99%. Em papagaios e araras ocorre enterite diftérica, com necrose do miocárdio.


Outros sintomas

1. Modificação no aspecto das fezes.Uma ave doente poderá apresentar:

  • · Diminuição na quantidade das fezes;
  • · Modificação na cor dos uratos da urina;
  • · Aumento da porção de urina (poliúria);
  • · Diminuição do volume das fezes com aumento dos uratos.
2. Diminuição ou excessivo consumo de alimentos ou água.
3. Modificação de atitudes, comportamento ou hábitos:
  • · Atividade diminuída;
  • · Perda de canto;
  • · Sonolência;
  • · Falta de resposta aos estímulos.
4. Modificação da aparência e postura:
  • · Penas eriçadas;
  • · Fraqueza;
  • · Perda do equilíbrio;
  • · Posição anormal no poleiro;
  • · Posição anormal no fundo da gaiola;
  • · Asas caídas;
  • · Convulsões.
5. Modificação da respiração:
  • · Respiração difícil e aparente (a cauda move-se para baixo e para cima);
  • · Respiração ofegante após esforço;
  • · Alteração na voz;
  • · Ruídos respiratórios tais como: espirros, estalidos ou silvos, “tosse”.

A forma de coriza em papagaios. Com uma descarga nasal inicialmente clara, evoluindo para fibrinosa e mucosa. Săo acometidos também de conjuntivite com as pálpebras abertas, enfim, para qualquer tipo de problemas com o seu papagaio, Canário Belgas ou outros animais, é indicado que leve o bicho para o veterinário o quanto antes! Saiba mais sobre as doenças dos canários e outras aves acessando o site (passarocanariobelga.blogspot.com.br).