Atualizado em: 13 julho 2010

Paranapiacaba – Fotos

A Vila de Paranapiacaba esta incluída entre os 100 monumentos mais importantes do mundo, pelo Word Monuments Fund organização não governamental norte que atua na área de preservação do patrimônio histórico.

publicidade:

Mas o orgulho de Paranapiacaba não está montado apenas em história, mas também na beleza da Mata Atlântica que encantam a muitos com sua rica biodiversidade, que faz parte da Reserva da Biosfera do Cinturão Verde de São Paulo, reconhecida pela UNESCO como de relevante valor para a humanidade.

Protegida pelas montanhas da Serra do Mar e em volta da constante neblina está Paranapiacaba, a única vila ferroviária conservada como em sua fundação, e um marco da presença britânica nos país.

Assim como o antigo relógio que a representa, a vila de Paranapiacaba é uma bela imagem do tempo.

“Lugar de onde se vê o mar”, em tupi-guarani, seu nome remete a um dos principais episódios da história de São Paulo, a construção, no século 19, do primeiro sistema ferroviário do Estado.

O empreendimento iria conectar o interior paulista ao porto de Santos.

O café, já apreciado em outros países, deixaria de ser transportado ao litoral em lombo de mula.

E Paranapiacaba seria uma conseqüência do progresso, surgiu no topo da Serra do Mar, ponto de transição entre o planalto e a baixada, como centro operacional da nova estrada de ferro.

Atualmente, a vila abriga cerca de 1,4 mil habitantes.

Eles vivem nas casas centenárias, e tombadas, que cresceram junto com a estrada de ferro.

A paisagem urbana é exótica e, não à toa, atraiu em 2009 aproximadamente 200 mil turistas à metade deles durante o Festival de Inverno, realizado no mês de julho.

Trilhas e cultura

Além de suas construções históricas, Paranapiacaba oferece uma ampla variedade de atrativos aos turistas.

Situada dentro da Reserva da Biosfera do Cinturão Verde de São Paulo, a vila abriga o Parque Natural Municipal Nascente, uma área verde com quatro milhões de m², onde se pratica caminhada ecológica e esportes como arborismo, rapel e cicloturismo.

O local também é grande celeiro de eventos culturais.

O mais importante deles, o Festival de Inverno, que sempre conta com grandes nomes da música brasileira, é realizado nos fins de semana do mês de julho.

Mas também há opções mais exóticas, como o Festival do Cambuci, no mês de abril, e a Convenção de Bruxas e Magos, no mês de junho.

Paranapiacaba pertence hoje a Santo André e está a menos de 50 quilômetros do centro de São Paulo.

É um destino fácil, acessível e com boa infra-estrutura: oferece quase duas dezenas de pousadas e ótimos restaurantes de comida caseira, localizados dentro de belas casas históricas e cercados pelo verde vicejante da Mata Atlântica.

Embora esteja com a moldura um pouco enferrujada, a vila continua a ser uma bonita obra-de-arte.

Como chegar?

Por incrível que pareça, é impossível ir de trem à Paranapiacaba nos dias que correm.

O sistema ferroviário da vila só está aberto ao transporte de cargas.

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), porém, pretende inaugurar, num futuro próximo, um trem turístico que parta da Estação da Luz, no centro de São Paulo, e vá até Paranapiacaba.

Enquanto a idéia não sai do papel, as únicas opções de transporte são carro e ônibus.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook