Atualizado em: 9 março 2011

Google digitalizará arquivo de Nelson Mandela

Nelson MandelaA Google irá trabalhar com a Fundação Nelson Mandela para digitalizar milhares de documentos do arquivo do primeiro negro presidente da África do Sul.

A Google vai investir mais de um milhão de dólares para tornar acessível na rede, milhares de documentos, fotografias e material audiovisual sobre a vida e a carreira de Nelson Mandela.

publicidade:

A doação do maior motor de busca da Internet permitirá o acesso de estudantes e pesquisadores de todo o mundo ao banco de dados do Centro para a Fundação Nelson Mandela, em Johanesburgo, visando a divulgação de seu legado e à promoção da justiça social, relatou a instituição sul africana.

O arquivo de mídia inclui correspondência de Nelson Mandela com a família, amigos e companheiros na luta contra a segregação racial, além dos diários escritos durante seu cativeiro e notas pessoais sobre as negociações políticas que terminaram com o regime do apartheid na África do Sul.

A Fundação Nelson Mandela, também anunciou que a Google fez uma doação para o Centro para a Paz Desmond Tutu, situado na Cidade do Cabo, para a digitalização dos arquivos do Arcebispo Tutu, que é um proeminente ativista anti-apartheid.

Com efeito, a Google mais uma vez investe recursos em causas sociais que não visam lucro.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook