Atualizado em: 26 setembro 2011

Segundo pesquisa, carne vermelha está liberada na dieta

A carne vermelha não deve ser sempre vista como a vilã dos alimentos, pois segundo estudos, quando preparada com cautela é uma ótima fonte de proteínas e vitaminas.

Muitas pessoas do país vivem em constante briga com a balança, tentando perder aqueles quilos excedentes e que incomodam tanto. Mas muitos acabam sendo vencidos pela balança por não conseguir deixar certos alimentos de lado, como a carne vermelha, por exemplo.

Carne Vermelha

Carne Vermelha não faz mal à saúde desde que ingerida e preparada com cautela. (Foto: Shutterstock)

Segundo estudos apresentados no Congresso Brasileiro de Cardiologia, a carne vermelha está liberada nas dietas dos brasileiros, mas nem todas, o hambúrguer e a costela ainda permanecem vetados. Para tirar esse rótulo de “vilã”, a carne vermelha pode não ser nociva à saúde desde que preparada com alguns cuidados.

publicidade:

Carne Vermelha na Dieta

O estudo foi realizado pelo Doutor Cardiologista Iran Castro, que acompanhou dois grupos por duas semanas, tendo 70 indivíduos em cada grupo. Um grupo ingeriu 125 gramas de carne vermelha sem gordura todos os dias, já o outro grupo riscou a carne vermelha completamente do cardápio.

Como conclusão, o médico relatou que a carne vermelha quando magra e consumida de modo adequado, não faz mal nenhum para a saúde, pelo contrário, acrescenta mais proteínas e acaba fazendo muito bem. No grupo que ingeriu carne vermelha magra todos os dias não tiveram alterações da pressão e nem aumento na taxa de colesterol ruim (LDL).

[share]Segundo o médico, “para que não haja interferência nos fatores de risco para problemas cardiovasculares, é preciso retirar a gordura visível do bife e também as tirinhas brancas do alimento. Estes resultados não seriam alcançado com os hambúrgueres processados, ricos em gordura e sódio, e nem com a costela, totalmente gordurosa.”

Alto Consumo de Carne Vermelha

O Ministério da Saúde reuniu dados sobre a alimentação dos brasileiros e chegou a conclusão que quanto mais jovem for a pessoa, mais alto é o consumo de carne vermelha, mas que não se tem o devido cuidado, ingerindo carnes magras, sem gordura.

Todos os médicos indicam a carne vermelha no cardápio, mas com cautela. A carne é uma excelente fonte de proteína, de ômega-3, vitamina B12, niacina, de zinco e ferro necessários ao organismo e nutrientes que estão em baixa na população brasileira, como mostrou pesquisa recente do IBGE

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook