Atualizado em: 13 maio 2013

Freekeh ou Frique: Receitas e para que é indicado

Para você que não conhece o Freekeh é um grão riquíssimo em propriedades alimentares, como proteínas, fibras.
Você Sabia?
Que a Culinária árabe é um termo que define as diversas culinárias regionais existentes por todo o Mundo Árabe, do Iraque ao Marrocos passando pelo Egito e pelos países do Levante.
salada-com-freekeh-1366041942120_615x300

O novo superalimento, amplamente divulgado como alimento da moda e adorado por gente famosa, é o Freekeh

As pessoas que estão mais antenadas em novidades relacionada a alimentação já devem ter ouvido um nome que está ganhando força nos últimos meses e já pode ser considerado como “o alimento da moda” atualmente. O Freekeh, que na verdade se pronuncia “frique”, é um grão que por aqui pode parecer uma novidade, mas na verdade ele é um antigo conhecido de muitos povos. Os árabes, principalmente, conhecem este grão há pelo menos quatro mil anos.

Mas apenas agora este grão começou a aparecer com uma certa frequência em restaurantes dos Estados Unidos e da Europa, e também está começando a chegar aqui no Brasil. O grão acabou ficando ainda mais famosos nos Estados Unidos depois que acabou ganhando propaganda de algumas pessoas muito conhecidas do país, como a apresentadora Oprah Winfrey, uma das formadoras de opinião mais importantes dos Estados Unidos. Ela recentemente se declarou uma super fã do grão.

Grão histórico

De acordo com as informações histórica sobre o grão, ele está sendo cultivado há cerca de 10 mil anos, e nada mais é do que um tipo de trigo que é colhido através de um processo diferenciado, de acordo com o tempo que ele fica na plantação. Ele é bastante diferente das sementes de trigos que as pessoas conhecem, porque é mais escura e tem uma casquinha que se quebra facilmente.

De acordo com as nutricionistas, o Freekeh é rico em proteínas, mas também possui uma grande quantidade de fibras alimentares e também um baixo índice glicêmico. Uma outra diferença deste tipo de trigo em comparação com outros tipos de alimentos que conhecemos é o fato dele contar com um amido resistente, considerado prebiótico e estimula a proliferação das bactérias ‘boas’ do sistema digestivo.

Indicado

Com todas estas características, estas sementinhas acabam se tornando excelentes reguladores intestinais e também acabam ajudando no controle de doenças que possam surgir no intestino. Elas também podem ajudar no controle da diabetes, prevenir a degeneração muscular e contribuir também para as pessoas que estão querendo perder peso.

Você também vai gostar disso!

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook