Atualizado em: 2 junho 2010

Unhas fracas e quebradiças – O que fazer

Para homens pode parecer bobagem. Mas para uma mulher trata-se de um problema de grandes proporções!

publicidade:

Quebrar as unhas deixa qualquer mulher de mau humor e sem muito estímulo para ir ao salão de beleza para pintá-las, decorá-las, dentre outras coisitas mais.

Mas, não há motivos para se desesperar. Unhas quebradas pode ser sinal de unhas fracas. E  nisso, você  já fez tudo o que sua manicure aconselhou. Até mesmo esmaltes de cor escura você passou e nada de resolver o problema.  A cada dia, elas se tornam ainda mais frágeis e quebradiças.

É bom saber que, certamente, o  enfraquecimento das unhas pode estar ligado ao hábito de fazer as unhas todas as semanas. Pode não parecer, mas a acetona ou qualquer removedor de esmalte resseca muito as unhas, deixando-as  quebradiças, sem brilho e com manchas brancas na superfície.

Outra revelação bombástica é que esmaltes em excesso podem ressecar as unhas.

O ideal seria não pintar todas as semanas e sempre hidratar bem as mãos e as unhas. Mas para quem não consegue manter as pontas dos dedos “in natura”, uma dica é retirar o esmalte dois dias antes de se refazer as unhas e hidratar bem as mãos.

Outra dica é: nada de retirar a cutícula. Ela é a maior protetora da unha e impede a entrada de bactérias, fungos e substâncias nocivas. É importante que as unhas estejam sempre protegidas com luvas ou contra traumatismos.

É importante também a  hidratação constante nas unhas com cremes à base de uréia, já que produtos como esmaltes fortalecedores e óleos tem sua utilidade pela hidratação que conferem, mas, às vezes, são insuficientes.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook