Atualizado em: 16 janeiro 2010

Maçonaria, Iniciação, Segredos E Símbolos

A maçonaria sempre despertou grande interesse e curiosidade por parte do grande público, pois, a maçonaria sempre foi cercada de grandes mistérios e segredos.

A maçonaria como conhecemos hoje, foi fundada em 24 de junho de 1717, em Londres, no entanto, a origem da maçonaria está ligada às lendas de Ísis e Osíris, Egito, ao culto a Mitra, vindo até a Ordem dos Templários e à Fraternidade Rosa Cruz.

No Brasil, acredita-se que a maçonaria teve a sua primeira loja – esse é o nome dado aos templos onde os maçons se reúnem – foi fundada em 1802 pelo botânico Manoel Arruda Câmara.

Apesar de muitas pessoas acreditarem que a maçonaria é uma sociedade secreta, os maçons negam, pois, segundo eles, ”uma sociedade secreta é aquela que tem objetivos secretos e ocultos a sua existência assim como as datas e locais de suas sessões. O objetivo e propósito da maçonaria, suas leis, história e filosofia tem sido divulgados em livros que estão à venda em qualquer livraria. Os únicos segredos que a maçonaria conserva é a cerimônia empregada na admissão de seus membros e os meios usados pelos maçons para se conhecerem.”

Para se tornar um maçom – o nome provém do inglês mason que significa “pedreiro”- não precisa ter uma religião específica, mas, deve acreditar na existência de um princípio criador, um Deus, e, como, segundo os maçons, não há “convite” para entrar na maçonaria, os interessados devem manifestar o desejo em ingressar espontaneamente nas lojas pertos de suas casas, ou em conversas com algum maçom amigo.

“As pessoas admitidas como membros de uma Loja devem ser homens bons e de princípios virtuosos, nascidos livres de idade madura, sem vínculos que o privem de pensar livremente, sendo vedada a admissão de mulheres assim como homens de comportamento duvidoso ou imoral.”, por conta desse princípio básico, a maçonaria não aceita mulheres.

Nesse ponto, já sabemos um pouco da história da maçonaria, sabemos que não é uma sociedade secreta, e não possui, portanto, nenhum segredo, e que qualquer um, desde que seja uma pessoa de bem e acredite em um Criador, exceto as mulheres, pode tornar-se um maçom. Agora a pergunta que fica é: O que os maçons fazem?

Na verdade, ser um maçom é eleger uma forma de vida, comprometido com a sociedade que vivemos. Serve para penetrar nos conhecimentos dos antigos Maçons, interpretar e utilizar sua simbologia para aperfeiçoar a nós mesmos e aos que estão em nossa volta. É um sistema de conduta moral aonde se aprende a dominar as paixões, as ambições, os vícios, e o ódio que oprime o homem.

A Maçonaria não é uma sociedade de auxílios mútuos, ela não garante a ninguém o recebimento de uma soma fixa e constante. Entretanto, a maçonaria se empenha para que nenhum de seus membros sofra necessidades. O maçom necessitado recebe de acordo com as condições e as possibilidades dos demais membros.

Confira alguns símbolos da maçonaria:

O Conhecimento: Representado pela letra G. Sétima letra do alfabeto latino e terceira letra do alfabeto grego (Gama). Ghimel, em fenício e em hebráico, Gomal em siríaco e Gun em árabe. A letra G é equivalente ao Gama grego – O Conhecimento – (de Gnosis). Representa o Grande Arquiteto do Universo e a ciência da Geometria.

Medida na pesquisa: Representada pelo Compasso

Retidão na ação: Simbolizada pelo esquadro.

Símbolo da maçonaria

Olho da pirâmide na nota de 1 dólar

Fontes: Cultura Brasil, Loja São Paulo 43, Rlmad, Portal das curiosidades, Wikipédia, Comunidade maçônica, Espada,





Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook