Atualizado em: 13 janeiro 2011

Tatuagem de Fênix – Significado

Hoje em dia a tatuagem é algo muito procurado e um dos desenhos que mais chamam a atenção tanto do público feminino quanto do masculino, é a Fênix.

A lenda que envolve esta ave é que atrai tantas pessoas.

Hoje as tatuagens além de enfeitarem, passam mensagens de todos os tipos e jeitos.

Significado

A fênix é um pássaro da mitologia grega que, quando morria, entrava em autocombustão e, passado algum tempo, renascia das próprias cinzas.

Outra característica da fênix é sua força que a faz transportar em vôo cargas muito pesadas, havendo lendas nas quais chega a carregar elefantes.

Podendo se transformar em uma ave de fogo.

Teria penas brilhantes, douradas, e vermelho-arroxeadas, e seria do mesmo tamanho ou maior do que uma águia.

Segundo alguns escritores gregos, a fênix vivia exatamente quinhentos anos.

Outros acreditavam que seu ciclo de vida era de 97.200 anos.

No final de cada ciclo de vida, a fênix queimava-se numa pira funerária.

A vida longa da fênix e o seu dramático renascimento das próprias cinzas transformaram-na em símbolo da imortalidade e do renascimento espiritual.

Os gregos parecem ter se baseado em Bennu, da mitologia egípcia, representado na forma de uma ave acinzentada semelhante à garça, hoje extinta, que habitava o Egito. Cumprido o ciclo de vida do Bennu, ele voava a Heliópolis, pousava sobre a pira do Deus Rá, ateava fogo em seu ninho e se deixava consumir pelas chamas, renascendo das cinzas.

Hesíodo, poeta grego do século VIII a.C., afirmou que a fênix vivia nove vezes o tempo de existência do corvo, que tem uma longa vida..

Quando a ave sentia a morte se aproximar, construía uma pira de ramos de canela, sálvia e mirra em cujas chamas morria queimada.

Mas das cinzas erguia-se então uma nova fênix, que colocava piedosamente os restos da sua progenitora num ovo de mirra e voava com ele à cidade egípcia de Heliópolis, onde os colocava no Altar do Sol.

Atualmente os estudiosos crêem que a lenda surgiu no Oriente e foi adaptada pelos sacerdotes do Sol de Heliópolis como uma alegoria da morte e renascimento diários do astro-rei.

Na arte cristã, a fênix renascida tornou-se um símbolo popular da ressurreição de Cristo.

A crença na ave lendária que renasce das próprias cinzas existiu em vários povos da antiguidade como gregos, egípcios e chineses.

Em todas as mitologias o significado é preservado: a perpetuação, a ressurreição, a esperança que nunca têm fim.

Na sua plumagem, brilham as cinco cores sagradas.

No início da era Cristã esta ave fabulosa foi símbolo do renascimento e da ressurreição. Neste sentido, ela simboliza o Cristo ou o Iniciado, recebendo uma segunda vida, em troca daquela que sacrificou pela humanidade.

Abaixo deixamos alguns desenhos desta linda ave para que você possa escolher a sua!


Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook