Atualizado em: 12 abril 2013

Polêmicas envolvendo ex-jogadores de futebol

Muitos jogadores de futebol tem suas carreiras interrompidas por se envolverem em polêmicas que envolvem a polícia e a justiça.
Você Sabia?
Que no ano 1895, em Massachusetts, EUA, surge o voleibol, criado pelo diretor de Educação Física, William George Morgan. Este jogo foi criado pensando em pessoas mais velhas, ou pessoas que não podiam praticar o esporte que na época era moda

Os jogadores de futebol estão sempre na mídia, seja na transmissão dos jogos seja nos eventos, festas e baladas. Até porque ganham geralmente altos salários e são seguidos por uma legião de fãs, só que muitas vezes os jogadores cometem erros ou se envolvem em escândalos que podem até prejudicar ou mesmo acabar com suas carreiras.

Polêmicas envolvendo ex jogadores de futebol

Adriano

jogador do Flamengo, disputam bola com jogador do Inter durante partida realizada neste domingo (21), no Estádio do Maracanã zona norte do Rio de Janeiro, válida pelo Campeonato Brasileiro 2009.

publicidade:

Em março de 2010, o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro requisitou a instauração de inquérito policial junto à Delegacia de Combate às Drogas (DCOD) para apurar a compra de duas motos por Adriano. Uma delas teria sido registrada em nome da mãe de um traficante que controla a Favela da Chatuba, na Penha, onde cresceu o jogador, mas nada ficou provado contra o jogador.

Já em dezembro de 2011 veio a segunda polêmica envolvendo Adriano, pois. Adriene Cyrilo Pinto foi atingida por um tiro acidental dentro do carro de Adriano. A moça que na época tinha 20 anos, sofreu fratura exposta na mão esquerda.

Bruno

bruno

O caso do goleiro Bruno Fernandes talvez tenha sido o mais grave e o que causou a maior comoção do público.. O goleiro do Flamengo foi acusado, em julho de 2010, de ser o mandante da morte da ex namorada, Elisa Samudio,

 Edmundo

140611-Edmundo-size-598

Edmundo se envolveu em um acidente que causou a morte de três pessoas no ano de 1995. Na noite do acidente, Edmundo e alguns amigos seguiram para a boate Sweet Home, na Lagoa, onde encontraram Joana Martins Couto, 16, e sua amiga Déborah Ferreira da Silva, então com 21 anos. A menor de idade foi barrada na porta da boate naquele dia, Joana ainda hesitou em aceitar a carona oferecida por Edmundo até o bar El Turfe, na Gávea, mas foi convencida por sua amiga.

Quando chegou na esquina da avenida Borges de Medeiros com a rua Batista da Costa, na Lagoa, o Cherokee do atacante se chocou com o Fiat Uno cinza dirigido por Carlos Frederico Pontes, 24. O carro de Edmundo capotou várias vezes e ficou com as rodas para cima, enquanto que o Fiat foi jogado a uma distância de 30 metros e colidiu com um poste. O motorista do Fiat, Carlos Frederico morreu na hora. Já a namorada dele, Alessandra Cristina Perrota, com 20 anos, e Joana morreram algumas horas depois, no hospital Miguel Couto. Edmundo  chegou a ser preso, mas em setembro de 2011, o caso foi arquivado.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook