Atualizado em: 10 junho 2013

Frutas sem semente – Como são criadas

Descubra como são criadas as frutas sem sementes e até mesmo facéis de se descascar. Entenda melhor como está tem sido uma das apostas dos agricultores no Brasil e no Mundo. Fique ligado!
Você Sabia?
Os clientes não sabem, mas todas as frutas sofrem uma certa parcela de melhoramento, e este tipo de melhoramento deverá contornar barreiras que na natureza talvez possa desfavorecer os cruzamentos trazendo assim como resultado frutos mais raros do que outros.
Frutas sem Semente 01

Atualmente o numero de Frutas sem semente Criadas é grande, sendo a aposta dos agricultores para lucrar no ramo. (Reprodução)

Se você sonha com frutas sem caroço, sem fiapos e ainda com uma apresentação diferenciada, mal você sabe que estas cada vez mais ganham espaço nas feiras livres.

E bom pensar que elas sempre levantam uma série de dúvidas dos consumidores sobre os alimentos transgênicos e ainda de sua composição nutricional.

publicidade:

Especialistas Explicam!

Cada vez mais uma série de frutas totalmente diferentes do que já se viu vem fazendo parte das feiras e dos mercados. Como por exemplo uvas sem sementes, além de tangerinas, bananas, ou ainda abacaxi que pode ser comido em gomos.

As frutas desta forma são bastante sedutoras principalmente por dar menos trabalho para o consumo, porém vem uma grande dúvida de sua procedência e se são transgênicas.

Apesar disto de acordo com especialistas, estes tipos de frutas não são transgênicas, apesar disto são melhoradas geneticamente falando. E para que se possa agregar todas as qualidades necessárias as frutas que sempre foram sonhadas pelos clientes, vários cientistas costumam trabalhar buscando variações genéticas existentes em cada uma das espécies de frutas, e ainda em gêneros similares que promovem grandes cruzamentos.

Técnicas de Criação

Todas estas técnicas se encarregam de da uma boa mão na roda para que as fruteiras possam crescer produzindo assim diversos frutos que devem apresentar melhores traços do que os que forem observados na natureza, sem que se percam principalmente as propriedades nutricionais.

Através dos traços, é possível se encontrar melhoramentos genéticos convencionais, como por exemplo a transferência de pólens de uma planta para a outra seguida de coletas e ainda o plantio das sementes deste tipo de planta mãe, além da utilização de vários e modernos recursos utilizados na chamada biotecnologia, como a clonagem de plantas em laboratório e ainda embriões que não nasceriam de forma natural em larga escala.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook