Atualizado em: 8 agosto 2013

Formigas podem transmitir doenças? Mitos e Verdades

As formigas que coexistem com o homem pode transportar bactérias que causam doenças, portanto tire suas duvidas e fique atento as nossas informações.
Você Sabia?
Que as formigas são animais pertencentes à família Formicidae, onde ela surgiram há 80 milhões de anos e são parentes das abelhas europeias
images (4)

Formigas podem carregar bactérias causadoras de doenças.

As formigas podem carregar em suas pagas ou nas suas garras uma série de bactérias causadoras de doenças. E o pior ainda é procurar levar esses vários microorganismos para os hospitais. É o que apontou uma pesquisa que foi realizada recentemente através da Faculdade de Saúde Pública da USP (Universidade de São Paulo).

Em um estudo que foi realizado em um hospital público as análises visualizadas apontaram uma ocorrência de diversas microbactérias consideradas de ordem ambiental totalmente relacionadas as infecções consideradas oportunistas que poderão acontecer na pele, por exemplo, e ainda não responderem a terapias de tratamentos convencionais bem como antibióticos.

publicidade:

Centros mais Afetados

Diversos centros voltados exclusivamente para os setores de tubérculose os internos vem fragilizados de forma imunológica devido a sua doença, e por isso toda a infestação com estes tipos de patógenos acabam implicando em mais riscos. Todas as formigas acabaram por ser coletadas em um tubo estéril, em vários pontos de instalações do hospital analisado.

E de acordo com a pesquisadora, todas as microbactérias consideradas ambientais estão consideradas de forma amplamente distribuída inclusive em vários hospitais. Com isto o monitoramento destes vários micro organismo não é considerado o habitual. E no entanto com todo o aumento dos surtos relacionados as mesmas em estabelecimentos voltados para as áreas de saúde, a preocupação ainda com todos os agentes teria aumentado.

Bactérias Encontradas

As microbactérias que normalmente são encontradas nos insetos são de M. chelonae, M. parafortuitum e M. murale, com isto além de várias microbactérias que não puderam ainda ser identificadas talvez por que ainda não tenham sido consideradas descritas.

Estas bactérias acabam sendo encontradas principalmente nos sanitários dos quartos dos pacientes, e acaba sendo considerada como uma microbactéria ambiental patogênica e já descrita em diversos surtos hospitalares existentes no Brasil.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook