Atualizado em: 24 abril 2012

História de São Jorge

Conheça mais sobre a história de São Jorge, que é um guerreiro que enfrentou o império de Roma em nome da fé.
Você Sabia?
Com forte influência da cultura africana, São Jorge tem uma ligação muito próxima com a lua.

São Jorge lutando contra o dragão (Foto/Divulgação)

A lenda diz que Jorge nasceu na velha Capadócia, que é uma região que fica localizada no centro Anatólia, na Turquia. Quando era criança, ele foi morar na Palestina junto da sua mãe depois que seu pai morreu em uma batalha. Sua mãe tinha muitos bens e acabou dando uma boa educação.

Em sua adolescência, Jorge logo se interessou em ser um guerreiro. Por conta dessa vontade, ele entrou para a carreira das armas e mostrou que levava jeito para ser um bom soldado. O tempo passou e ele foi nomeado capitão do exército romano por se destacar quando o assunto era habilidade e bravura.

publicidade:

Seu envolvimento no exército romano

Depois de alguns anos, ele foi morar na corte imperial em Nicomédia tendo a profissão de Tribuno Militar. Lá, Jorge ganhou muito prestígio e admiração pela população e por toda a corte imperial.

Sua mãe chegou a falecer nessa época e ele herdou grande parte da riqueza que ela tinha. Para não ficar sozinho, Jorge foi morar na corte onde ficava o imperador e ele ficou bastante chocado com a crueldade que fazia contra os cristãos. Durante essa época, ele já ficou conhecido, pois tinha doado toda a sua riqueza para os pobres.

Contra o Imperador Diocleciano

Mas ele não sabia que o imperador Diocleciano já tinha em mente um de seus planos maldosos para acabar com os cristãos da época. Bem no dia desse anúncio do imperador, Jorge não se conteve com essa notícia, levantou em meio à reunião e falou que isso seria um absurdo, além de dizer que os romanos deveriam se converter ao cristianismo.

Todos ficaram espantados com sua declaração defendendo os cristãos e ainda ousando a sua fé em Jesus Cristo. E um cônsul que estava na reunião perguntou: “O que é a Verdade?”. E Jorge logo disse: “A Verdade é meu Senhor Jesus Cristo, a quem vós perseguis, e eu sou servo de meu redentor Jesus Cristo, e Nele confiando me pus no meio de vós para dar testemunho da Verdade.”

Não renegou a Jesus

Ao declarar sua fé em Jesus Cristo, ele foi preso e torturado pelo imperador para que negasse a sua fé, mas mesmo assim Jorge continuou sendo firme em seu coração e afirmou que não adoraria ídolos, somente a Jesus.

Mas logo foi condenado e degolá-lo no dia 23 de abril de 303, em Nicomédia. Após algum tempo, seu túmulo virou um santuário onde os cristãos poderiam prestar a sua homenagem pela sua bravura e fé em Jesus.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook