Atualizado em: 1 julho 2010

Divino Pai Eterno

O Divino Pai Eterno é uma maneira de se referir a Deus Pai.

publicidade:

A devoção a ele teve início no século XIX através do casal de lavradores, Constantino Xavier Maria e Ana Rosa Xavier.

Foram eles que encontraram, às margens o córrego do Barro Preto, um medalhão com a Representação da Santíssima Trindade, sendo que este medalhão estava sobre a imagem da virgem Maria.

A FÉ

A devoção ao Divino Pai Eterno começou nas proximidades do Córrego do Barro Preto, distante aproximadamente 22 Km da cidade de Campminhas das Flores.

PERFIL

O agricultor Constantino era um homem muito religioso e junto com a sua esposa vivia da agricultura.

Certo dia enquanto lidavam no campo a enxada tocou em algo rígido que não era pedra foi quando viram que era um medalhão de barro,  que representada a Trindade coroando a virgem Maria.
Levaram então o medalhão para casa onde iniciaram o processo de devoção.

FÉ II

Constantino e seus familiares começaram a rezar diante do medalhão encontrado. A notícia se espalhou e aos poucos outros moradores locais passaram a rezar junto a Santíssima Trindade.

Em 1843 foi criada uma capela de folhas de buriti, mas a multidão que lá ia, para pedir ou agradecer os milagres aumentou admiravelmente. O lugar criado foi o modo que eles encontraram para brigar os devotos.

A multidão crescia e era preciso de construir uma nova capela, mas  Constantino não tinha dinheiro suficiente para pagar por aquele trabalho, então deu o dinheiro que possuia e seu cavalo como pagamento. Como não tinha outro meio para voltar para a Vila do Barro Preto, retornou caminhando, num trajeto de mais de 100km.

A imagem até hoje pode ser vista no Santuário Velho. A confecção da imagem a partir do medalhão não alterou a fé dos devotos.

A IMAGEM

A imagem mostra três pessoas o Pai, Filho e Espírito Santo se caracterizam pela imagem do Pai, mais velho, lembrando Deus Pai; do Filho, mais jovem; do Espírito Santo, em forma de pomba como é narrado no Evangelho, coroando Maria Santíssima, mãe de Jesus.
E até hoje representa um sinônimo de fé.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook