Atualizado em: 3 setembro 2012

Salvia divinorum: O que é, Efeitos e uso na culinária

Conheça tudo sobre esta especia de planta ornamental, e sua importancia para a culinária e até com beneficios para a sua saúde e elevação de espirito para quem usa.
Você Sabia?
O maior dos riscos para quem usa com frequência, é a perda da noção de alguns acontecimentos e acabar magoando os outros ao seu redor. Segundo os médicos, ela não pode ser dada para menores de idade, pois pode trazer um certo desequilíbrio.

Diferente dos outros tipos de Sálvias, a Salvia Divinorum é composta por diterpênico, que contém atomos de carbono. (Divulgação)

Existem atualmente cerca de 900 tipos diferentes de Sálvia, dentre elas algumas utilizadas na culinária. A Sálvia é como se fosse primo da hortelã Lamiacae e também do orégano brasileiro. Esse termo “Sálvia divinorum” quer dizer erva divina e vem de uma pequenina área do México, onde a mesma cresce perto da montanha dos índios.

Ela adulta tem seu tamanho variável entre 1 e 2 metros e geralmente podemos avista-la em locais que tenham bastante umidade e e com sombra agradável. Geralmente os caules são maiores e são ocos por dentro, já os folhas tem o verde escuro e possuem de 15 a 20 centímetros de comprimento. A época certa para essa planta florescer é entre os meses de junho a outubro e tem como premio, lindas flores brancas ou azuis.

publicidade:

Uso tradicional

Tradicionalmente falando, sabemos que o uso era feito através de três modos pelos índios Mazatecas: absorção internet, mastigar e depois engolir e infusão. Para quem não sabe, a infusão se dá em espremer o sumo que sai das folhas e misturá-los com água para depois haver o consumo.

Usado também na Culinária, a Sálvia dá um gosto especial ao paladar. (Reprodução)

Outro método está em enrolar as folhas e depois mastigar. O certo é que você penas mastigue e não engula as folhas para que a mesma não provoque náuseas pelo sabor amargo que possui. Hoje em dia utilizamos de alguns modos diferentes como: mascar as folhas, aromatizando os ambientes, usando tinturas, fumando as folhas ou essências sublinguais.

Seu uso na culinária ainda é desconhecido, isso porque estudos apontam que para que você consiga absorver toda a propriedade alucinógena que a mesma tempo, ela jamais deverá ser fervida. É ideal para você que deseja ter um alto grau de meditação e concentração. por isso abaixo confira algumas receitas onde a Salvia dá todo toque aos alimentos e a sua receita.

Batata Recheada Assada

Peito de Peru com Brandy e Amêndoas

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook