Em reunião, Dilma decide o futuro de Orlando Silva

Orlando Silva é acusado de desvio

Orlando Silva se defende e nega participação em desvio

Apesar dos momentos de festa com o anúncio dos horários e dos locais das partidas da Copa do Mundo no Brasil, Dilma Rousseff, presidente da República, está mais preocupada com a crise que assombra o Ministério do Esporte. O ministro Orlando Silva foi acusado de desviar dinheiro do programa Segundo Tempo. A denúncia foi publicada em uma revista semanal e causou um grande impacto na relação entre o Brasil e a Fifa.

Orlando Silva e a acusação de desvio

Após a acusação publicada na revista, o ministro Orlando Silva veio a público e se defendeu dizendo que as denúncias feitas por João Dias são infundadas. Em outras declarações, Orlando chegou a falar que o criminoso da história é o policial João Dias.

Durante um depoimento, João promete trazer provas e testemunhas que vão dar aos investigadores a possibilidade de aprofundarem a investigação.Segundo o policial militar, o ministro Orlando Silva é o responsável por coordenar um esquema de desvio de dinheiro do programa Segundo Tempo.

Cai ou não cai?

Dilma deve se reunir hoje com o ministro Orlando Silva para conversar sobre a sua situação. Apesar das investigações não estarem concluídas, a presidente do Brasil acredita que o escândalo de desvio de dinheiro pode atrapalhar os preparativos para a Copa do Mundo. Por isso, Dilma, que já demitiu quatro ministros, deve colocar outra pessoa do mesmo partido no lugar de Orlando.

João Dias acusa Orlando Silva

João Dias afirma ter provas que acusam o ministro de participar do desvio de verba. (foto: Celso Junior)