Atualizado em: 12 abril 2010

Relevo Brasileiro

O território do Brasil tem formação muito antiga, e seus relevos são resultado da ação das placas tectônicas, falhas, vulcanismos, desgaste natural, erosões, causados pelos ciclos climáticos, quando o clima varia de úmido com árido e semi-árido a quente,etc. muitas vezes seguidas, vai de certa forma deformando a superfície deixando-a parte acima do nível do mar, partes abaixo dele e partes mais ou menos niveladas ao nível do mar.

publicidade:

Ele pode ser classificado partindo de vários critérios, como por exemplo, na década de 40 pelo geógrafo Aroldo Azevedo, que foi substituída posteriormente, em 1958 por Aziz Ab’Sáber que então dividiu o território em mais duas novas unidades, ficando assim, dez. Em 1995 o pesquisador e geólogo Jurandyr Ross, fez uma das classificações mais recentes, dividiu as unidades de relevo em planaltos, planícies e depressões, classificando o território brasileiro em 28 unidades de relevo.

Esta diferença que se dá entre as qualificações da superfície brasileira de um geólogo e outro se devem ao fato de a tecnologia ter evoluído com o passar dos anos, disponibilizando novos equipamentos que tornaram possíveis estas divisões que auxiliam no estudo do território e relevo brasileiros.

Atualmente os últimos estudos geográficos apresentam o território do Brasil dividido em: Planaltos, que são superfícies elevadas, com altitudes superiores a 300 metros, onde o desgaste é maior devido ao acúmulo de sedimentos; planícies, que são territórios relativamente planos, formações bem mais recentes, e o processo de deposição é superior ao de desgaste; depressão absoluta, que são as superfícies que ficam abaixo do nível do mar; depressão relativa, que é a que fica acima do nível do mar e geralmente são originadas por processos erosivos e são caracterizadas por serem bem diferentes umas das outras, pois nasceram em épocas diferentes, e por fim, montanhas, que são “dobras” do terreno, geralmente causadas pela força interna da terra.

É interessante lembrar que dentre tantos altos e baixos do território brasileiro, podemos destacar o ponto mais alto do Brasil que o Pico da Neblina com altitude de 3.014 metros de altura!

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook