Atualizado em: 18 julho 2011

Filme Gato Vira Lata - Elenco e Trailer

Filme Qualquer Gato Vira-Lata, mais uma comédia romantica do cinema nacional. Conheça aqui o elenco, a sinopse e veja o trailer deste lançamento.

Qualquer Gato Vira-LataEstreou nesta sexta-feira, dia 10/06 o filme nacional ”Qualquer Gato Vira-Lata”, que tem como diretor, o estreante Tomas Portella. Fazem parte do elenco desta comédia romântica a atriz Cléo Pires os atores Malvino Salvador e Dudu Azevedo, como protagonistas desta trama.

Sinopse:

É a história de um divertido triangulo amoroso, onde Tati (Cléo Pires) demonstra os seus sentimentos por Marcelo (Dudu Azevedo) de forma explicita e até escandalosa. Sendo que para ela há um namoro entre eles, já para ele não.

publicidade:

Quando tudo parece perdido, surge o professor Conrado (Malvino Salvador) para ajudar Tati. E ambos resolvem testar a tese do professor de que as mulheres estão afugentando os homens com sua abordagem agressiva.

O filme recebeu algumas críticas, sendo algumas negativas como a do site cinemacomrapadura.com.br, onde Thiago Siqueira diz que o filme peca pelos exageros dos personagens e que as “figuras” na tela jamais parecem dialogar com o publico. Além da falta de explicações sobre certas atitudes dos personagens, contexto e sobra de pontas soltas.

O filme é inspirado na peça teatral “Qualquer Gato Vira-Lata tem uma vida sexual mais sadia que a nossa”, de Juca de Oliveira.

O elenco princippal é composto por:

  • Cléo Pires (Tati)
  • Malvino Salvador  (professor Conrado)
  • Dudu Azevedo (Marcelo)
  • Álamo Facó (Magrão)
  • Letícia Novaes (Paula)
  • Rita Guedes (Angela)
  • Jean Pierre Noher
  • Gillray Coutinho
  • Kiko Mascarenhas

Veja abaixo um trailer do filme:

http://www.youtube.com/watch?v=Ms9NvVGVVko

As criticas recebidas pelo filme podem ser uma das conseqüências da Industria Brasileira de Cinema que tem de concorrer com os filmes estrangeiros que não são taxados para importação, pois são considerados obras intelectuais. Um filme brasileiro custa em média três milhões de reais e o filme estrangeiro já vem com o seu custo pago pelas bilheterias de seu país de origem.

O gasto do Governo com a atividade é de 150 milhões ao ano o que possibilita a produção e lançamento de 30 filmes por ano aproximadamente. Em contrapartida há uns 250 títulos vindos dos Estados Unidos por ano. É uma concorrência desleal. E há necessidade de mais investimentos empresariais e governamentais no ramo.

E você acredita que o cinema nacional mereça mais investimentos e destaque? Deixe um comentário expressando a sua opinião.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook