Atualizado em: 17 outubro 2013

Vírus “Sequestra” Celulares Android

Veja aqui mais noticias sobre a Microsoft que descobriu que celulares Android estão enviando spams, e mais sobre o Vírus sequestra arquivos e exige pagamento como resgate.
Você Sabia?
Que o primeiro vírus para MS-DOS, batizado de "Brain", surgiu em 1986. Ele infectava apenas disquetes e ocupava todo o espaço disponível no disco.
download (2)

Vírus que sequestra e pede resgate chega a smartphones e tablets

Hoje em dia os Smartphones são verdadeiro computadores que podem ser levados para qualquer lugar. Assim, as pessoas conseguem ter acesso a diversas funcionalidades em qualquer lugar que elas estejam, como acessar a internet, enviar e-mails, conversar com amigos e contatos, fazer chamadas de vídeo, dentre outras.

Os vírus de smartphones estão cada vez mais frequentes e cada vez mais poderosos. E uma nova praga digital que já foi registrada em alguns países da Europa e da Ásia promete levar ainda mais dor de cabeça aos usuários. O arquivo malicioso tem o poder de infectar um determinado aparelho e fazer uma espécie de sequestro. Ou seja, ele bloqueia o smartphone e ele só volta a funcionar depois que a pessoa paga uma determinada quantia em dinheiro.

publicidade:

Vírus nos Computadores

Este tipo de vírus que sequestra um determinado dispositivo e depois pede dinheiro como uma forma de resgate para que as pessoas consigam voltar a utilizar o smartphone ou tablet já era famoso também em computadores, sendo que chegou a receber até mesmo um nome próprio para diferenciar de outros dispositivos maliciosos: ransomware.

Os primeiros ataques aos dispositivos móveis foram registrados no mês de julho deste ano, mas na última semana acabaram se intensificando principalmente na Ásia.

O aplicativo pede para ser instalado e se faz passar por um programa antí-virus. Ele diz que seu smartphone está infectado com uma determinada quantidade de ameaças e pede para a pessoa instalar o app para fazer a limpeza.

Assim que o vírus é instalado todas as funções do smartphone são bloqueadas, sendo que em alguns casos houve relatos de pessoas que perderam também arquivos pessoais, como fotos, vídeos e contatos.

Ao ligar o smartphone, os clientes recebem um aviso dizendo que somente quando eles pagarem uma determinada quantia em dinheiro o acesso ao telefone será liberado novamente.

Até agora, o vírus atacou somente usuários do sistema operacional Android. Analistas dizem que a melhor forma de se precaver deste tipo de ataque é baixar arquivos somente através da loja oficial de aplicativos do Android, a Google Play.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook