Atualizado em: 25 novembro 2013

Slingbox: A TV Por Assinatura em Dispositivos Móveis

Saiba como funciona o equipamento que permite ao usuário levar sua TV por assinatura para onde estiver e decida se vale a pena
Você Sabia?
Que a televisão em cores surgiu em 1954, na rede norte-americana NBC. Um ano antes o governo dos Estados Unidos aprovou o sistema de transmissão em cores.
download (9)

Slingbox, que permite ver TV em qualquer lugar, chega ao Brasil

Está chegando ao Brasil o Slingbox 350, um equipamento que disponibiliza TV por assinatura em dispositivos móveis de qualquer natureza: Smartphones, notebooks e tablets, portanto que estejam conectados com a internet.

O aparelho já pode ser comprado no site da empresa – www.slingbox.com.br – por quase oitocentos reais, e estará disponível nas lojas de varejo na época do Natal.

publicidade:

Como Funciona

O aparelho deve estar conectado à sua TV por assinatura e à internet, em sua casa. Ele é compatível com todos os provedores de TV por assinatura e também com os principais sistemas operacionais para dispositivos móveis: Android, iOS e Windows Phone. A conexão entre o aparelho e seu dispositivo móvel funciona através de internet Wi-Fi, 3G e 4G, mas também é compatível com a Apple TV.

O acesso no notebook é feito gratuitamente, mas para smartphones e tablets é preciso baixar um aplicativo específico, pago e que custa cerca de trinta e cinco reais. Você pode, então, acessar a sua TV por assinatura de qualquer lugar que estiver, portanto que tenha um dispositivo móvel conectado na internet. O aparelho transmite resoluções SD, ou 480p, HD, 720p e Full HD, 1080p e a empresa responsável por ele não cobra nenhuma taxa adicional pelo serviço de transmissão do sinal; mas a empresa cobra pelos aplicativos, pelo aparelho e tem um custo de instalação de cerca de cento e oitenta reais.

Informações

O sinal transmitido é único, então não há como alguém assistir um canal na sua televisão e você assistir a outro, em seu notebook. A ideia é mandar o sinal da TV para longe, e não repartir o sinal da TV.

O Brasil é o primeiro país da América do Sul a comercializar o produto, e há a possibilidade dele ser fabricado aqui na Zona Franca de Manaus, caso a demanda pelo aparelho no país seja grande. Isso quer dizer que seu preço poderá ser reduzido no futuro, o aparelho ficando bem mais acessível.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook