Atualizado em: 17 agosto 2011

Samsung Conquer 4G, com GPS e hotspot Wi-Fi

O Samsung Conquer 4G tem GPS integrado, hotspot Wi-Fi para até 5 conexões, roda Android, e consegue se conectar em redes 3G e 4G. Lançamento previsto para 21 de agosto.

Samsung Conquer 4G, com GPS e hotspot Wi-Fi

Está previsto para o próximo dia 21 de agosto, o começo das vendas do novo Samsung 4G Conquer, um smartphone que será comercializado inicialmente por intermédio da operadora norte-americana Sprint, por um preço abaixo de 100 dólares, desde que os clientes optem por um contrato de fidelidade de 2 anos.

publicidade:

Este smartphone da Samsung mede 116 milímetros de altura, 60,45 milímetros de largura e 11,68 milímetros de espessura,  e está equipado com um processador Snapdragon MSM8655  de 1 GHz, que deve lhe garantir rodar vários aplicativos em simultâneo sem lentidão ou travamentos.

O Samsung Conquer 4G também dispõe de uma tela LCD de 3,5 polegadas sensível ao toque, câmera traseira de 3.2 megapixels com flash e zoom, além de uma outra câmera frontal de 1.3 megapixels voltada para utilização em chamadas com vídeo (video chat).

Uma bateria recarregável de íons de lítio com capacidade de 1500 mAh, garante autonomia de conversação de mais de seis horas. Ele também possui slot de expansão para cartões de memória MicroSD, suportando até 32GB, conectividade Bluetooth estéreo e acesso à redes sem fio Wi-Fi 802.11 b/g/n.

A versatilidade do Samsung Conquer 4G lhe permite funcionar como um hotspot móvel, tanto em 3G e 4G, podendo suportar até cinco dispositivos Wi-Fi ativos. Infelizmente, no Brasil, a grande maioria da população nem mesmo tem acesso às caríssimas, lentas e problemáticas redes de terceira geração, que dirá as novíssimas redes 4G.

O Samsung Conquer 4G tem GPS integrado e roda o sistema operacional Android 2.3 Gingerbread, da empresa Google.

Como de praxe nos anúncios feitos pelos fabricantes de celular, não há informações sobre preço e data de lançamento no mercado nacional, entretanto é provável que só chegue ao Brasil pela via de importadores independentes, e não passe pelas grandes cadeias de varejistas.

Não seria razoável que as operadoras nacionais viessem a oferecer este aparelho com capacidade de conexão 4G, quando suas redes 3G são uma calamidade, pelo que, não fique animado se era essa sua expectativa.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook