Atualizado em: 26 janeiro 2010

Sptrans Ao Vivo

Se violência é a maior medo dos cidadãos da cidade de São Paulo, o trânsito certamente é uma dos maiores motivos de stress. Suas 44 mil ruas e avenidas, com 17 mil quilômetros de extensão, não comportam os mais de 6 milhões de automóveis e 240 mil caminhões que circulam na cidade, somados aos 41 mil ônibus, 9 mil lotações e 688 mil motocicletas. A maior metrópole brasileira já entrou em colapso, o que não quer dizer que a situação não possa piorar, prejudicando ainda mais a vida dos moradores e a economia paulistana.

publicidade:

De 2005 a 2007, o tempo perdido em congestionamentos na cidade cresceu em média 15% ao ano. Os números são de uma pesquisa da Fundação Dom Cabral, de Minas.

Os Motivos:

Um dos grandes motivos para a piora do trânsito é o aumento do crédito para a compra do automóvel. Em 2009, mesmo com a crise mundial, a indústria automobilística teve o seu melhor desempenho da história. O DETRAN – Departamento Estadual de Trânsito – emplaca por dia no município de São Paulo, maior mercado do País, cerca de 800 veículos.

Outro motivo é o péssimo, e caro, serviço de transporte público, pois os cidadãos ficam muito tempo à espera de um ônibus, os metros são eficientes, mas, a sua malha é insuficiente para atender a demanda da população.

Todos esses problemas fazem com que os trabalhadores optem por ir ao seu trabalho sozinho no seu carro a esperar um ônibus, que demora, e quando chega, está lotado.

 Consequências:

 A Fundação Getúlio Vargas (FGV) calculou o custo do tempo perdido nos congestionamentos, seja em horas de trabalho ou de lazer. Chegou à astronômica projeção de R$ 26,6 bilhões para 2008, ante R$ 14 bilhões em 2004.

E o país é diretamente afetado pelo trânsito:

“O problema do trânsito em São Paulo é seriíssimo, afeta a competitividade de toda a cadeia produtiva da economia brasileira, aumenta o custo Brasil”, afirma o economista Marcos Cintra, da FGV.

Várias obras já foram, ou estão sendo, feitas com o objetivo de desafogar o trânsito, mas, até agora, os efeitos foram pouco, senão nulos.

A melhor forma de tentar evitar o trânsito, ou pelo menos não enfrentar o pico, é monitorar ao vivo via internet quais são as ruas engarrafadas.

Um bom site para acompanhar o andamento do trânsito de São Paulo é o Olho Vivo da SPTrans. Confira: www.sptrans.com.br/olho_vivo

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook