Atualizado em: 19 março 2013

Seguro Popular para Carros

Com estréia prevista até o mês de junho, o Seguro Popular para os carros pode surgir e fazer a modalidade com veiculos assegurados dobrar, reduzinho os custo de apolices em contratos. Fique por dentro!
Você Sabia?
Atualmente no Brasil, 15 milhões de carros está segurado, isso são 28% do total da circulação.
Seguro Popular 02

Com o Seguro Popular para Carros, você consegue dar segurança para um de seus bens conquistados. (Reprodução)

Para quem pensa em ter um seguro para o seu carro, mas infelizmente não tem condições para pagar, deve se informar sobre o que vamos falar agora, sobre o Seguro Popular para Carros, confira mais sobre essas informações!

Sobre o Seguro

O governo vai regulamentar até o final desse semestre de 2013, o seguro popular de carro que terá o preço até 30% menor do que o seguro tradicional ao permitir consertos com peças usadas, devidamente certificadas.

publicidade:

A modalidade tem potencial de mais que dobrar a frota segurada, que já pode atingir 20 milhões de carros com mais de cinco anos de idade e desprotegidos.

Mas 80% desses carros têm até cinco anos de idade, distorção que o governo quer acabar com a criação do seguro popular. As medidas visam favorecer a contratação do seguro em especial para carros usados, que vemos decréscimo significativo da penetração do seguro, tornando o produto proporcionalmente mais caro em relação ao valor do carro.

Regras

As regras já estão desenhadas e serão colocadas em consulta pública no final do mês, para que as seguradoras opinem sobre o tema. Nesse novo formato o seguro de carros consegue atingir a população que deixa de lado a proteção pelo alto custo, o valor médio da apólice está em R$ 1,7 mil antes a renda média do trabalho de R$ 1820, de acordo com os dados de janeiro do IBGE.

A Porto seguro tem interesse em atuar com as apólices populares e espera que se a regulamentação for publicada até junho, lance o seu produto até o mês de dezembro. Pois a disputa nesse mercado será muito acirrada.

Segunda Tentativa

Essa é a segunda tentativa de lançar um produto popular para carros, pois a primeira em 2006, não teve sucesso, porque não permitia o uso de peças usadas e exigia a cobertura de responsabilidade civil para terceiros que causou desinteresse nas seguradoras pela apólice. Na regra atual, o consumidor pode ter a opção de contratar o seguro tradicional ou o popular. Tendo a cobertura que acha que é necessária.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook