Atualizado em: 3 maio 2010

Nova Picape Ranger


Em março deste ano, a Ford lançou no mercado o mais novo modelo “Raça Forte” da linha. Trata-se da nova picape Ranger.

A estreia do novo modelo do 4×4 aconteceu na Suíssa, contando com a presença de empresários e amantes de um carro potente, bonito e inovador. A picape passou por uma verdadeira revolução em seu modelo, ela ganhou um status mais robusto e um visual totalmente repaginado.

publicidade:

O carro ainda não tem preço estabelecido pela Ford e chegará as revendas agora em maio, um mês praticamente após a sua apresentação na Suíça.

A nova Ranger será vendida no mercado com três versões de carroceria que são a cabine simples, estendida e quatro portas. A nova Ranger chegará ainda mais potente quando  equipada com os motores 2.5 TDCi ou 3.0 TDCi, que podem  se unir a uma transmissão manual ou automática.

De acordo com a versão, a tração pode ser traseira ou nas quatro rodas.
O que se sabe também é que a revolução no visual da nova Ranger encerra o período da terceira geração da picape, que foi lançada nos Estados Unidos, na década de 90.

Agora, com a frente robusta, imponente e com um espaço interior de dar inveja nas outras caminhonetes, a nova Ranger chega para marcar ainda mais espaço.

Mesmo sem previsão para chegar ao mercado brasileiro e mover os consumidores a desejá-lo e tê-lo, sabe-se que a nova Ranger vai disputar uma boa fatia do mercado com carros já consagrados como o Toyota Hilux, Nissan Frontier e Mitsubishi L200 Triton.

Pena que a chegada da nova Ranger ao Brasil ainda é incerta, mas, ao que tudo indica, depois de 2010, ela poderá estar ganhando as ruas de todo o Brasil.

Ao se tratar da potência da nova Ranger, veja só as suas características: A nível mecânico, manter-se-ão as variantes de tração a duas ou quatro rodas com caixas de cinco velocidades, manuais ou automáticas, enquanto nos motores são duas as propostas com tecnologia turbodiesel common-rail: Duratorq 2.5 TDCi e Duratorq 3.0 TDCi.

O bloco de menor cilindrada disponibiliza 143 cv e um binário de 330 Nm, com emissões de CO2 de 227 g/km e 244 g/km, respectivamente para as variantes 4×2 e 4×4. A motorização 3.0 TDCi desenvolve 156 cavalos de potência e 380 Nm de binário máximo.
Bem para quem entende, já deu para conferir que será um carrão e tanto!

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook