Atualizado em: 11 março 2011

Fiat Bravo: Teste

Fiat Bravo: Teste

Os compradores do Fiat Bravo são geralmente jovens solteiros ou casados que não possuem filhos, pessoas  que não perdem o vínculo com a esportividade e não se preocupam com pequenos aspectos familiares como espaço do porta-malas ou versatilidade do interior, coisas que o Stilo, por exemplo, resolveu oferecer só para descontrair. Também os donos são privilegiados por dirigir em uma posição mais baixa, parecida com a de carros de corrida, além de motor vigoroso e câmbio e direção ágil.

publicidade:

Mas mesmo com tantos pontos positivos, a Fiat não estima uma demanda tão alta pelo Fiat Bravo. Segundo os cálculos da empresa, cerca de 1.500 unidades serão emplacadas mensalmente, um total que hoje é o dobro do Stilo, mais que ainda nem chega perto de alguns concorrentes, que contam com o dobro desse número.

O motor 1.8 E-torq é cumprido e bastante adequado ao porte do Bravo. No teste de capacidade o carro é muito bom nas arrancadas e retomada, e em velocidades que exigem muito mais do carro o propulsor trabalha solto, sem gritar. E merece uma menção honrosa o câmbio Dualogic, sua evolução desde o lançamento justamente no Fiat Stilo, há quase três anos,  é bastante notável. Os testes da fiat geralmente são bem eficientes e podem realmente apresentar um resultado confiável.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook