Atualizado em: 29 agosto 2012

Chevrolet Ipanema: A wagon de luxo

Chevrolet Ipanema Wagon o unico modelo na época que oferecia aos seus clientes conforto, segurança, motor resistente e o modernismo que não era encontrado no seus principais concorrentes.
Você Sabia?
O Ipanema é um modelo de automóvel fabricado pela marca Chevrolet, da General Motors, onde a versão mais conhecida é SW(Station Wagon) do Kadett. Comercializada no Brasil na década de 1990, possui motorização 1.8L e 2.0L. nas versões álcool ou gasolina.

Ipanema Wagon foi o grande destaque no início e metade dos anos 90

No fim dos anos 80, a Chevrolet fazia sucesso com um modelo esportivo que tinha um design totalmente estilizado e moderno. Dessa linha era o Kadett, um dos hatchs mais famosos da categoria, e que dele surgiu o Chevrolet Ipanema, carro com nome originário do latim, mas com as raízes do bairro de Ipanema, no Rio de Janeiro.

Primeira Versão da Ipanema Wagon

A primeira série da Ipanema saiu em 1989, era a evolução das antigas Marajós, que possuíam praticamente o mesmo formato, e seguiam a linha do mix de outro veículo, contando inclusive com a frente do Chevette, e que automaticamente saíram de linha de produção no mesmo ano do lançamento da nova perua da Chevrolet.

publicidade:

A versão número 1 da Ipanema, contava apenas com duas portas, motor 1.8, com 95cv de potência, saindo nas linhas álcool ou gasolina. Não era um primor de rendimento, até pelo seu peso de aproximados 1.200kg, tinha uma autonomia de razoável para boa em estradas, mas o consumo dentro das ruas era elevado. Os primeiros lançamentos no mercado, dava a opção de dois modelos de acabamento para os consumidores, sendo os estilos: básico SL e o Top SL/E.

Para época, era uma station wagon de luxo, com características únicas e o modernismo que não era encontrado no seus principais concorrentes, a Fiat Elba e a Volkswagen Parati. Os quesitos que diferenciavam a Ipanema, e que colocava o veículo no top da categoria, estavam enquadrados nos seus traços particulares, que contemplavam sistemas elétricos (vidros, travas, retrovisores), vidros traseiros colados na carroceria, suportes embutidos para bagageiros, motor transversal, algo inovador do período, que incluía o distribuidor na ponta do comando de válvulas.

Fim do Ciclo da Ipanema Wagon

No interior, com a nova estilização não aconteceram mudanças drásticas, e que se resumiu à um volante de três raios. Nos outros acessórios, permaneceram os mesmos da versão Flair. No mesmo ano da última cartada da Chevrolet, a Volkswagen reestruturou a Parati, levando um outro conceito tecnológico ao mercado, desbancando ainda mais as vendas da Ipanema. E para terminar de vez com o ciclo do carro que foi o grande luxo do início dos anos 90, a Fiat soltou no mercado o Palio Weekend, que assumiu o posto número um do segmento wagon. Sem grandes vendas, a Chevrolet encerrou a linha produtiva da Ipanema em 1997, anunciando a chegada do seu substituto, o Corsa Wagon.

Primeira Versão da Ipanema Wagon

Ipanema SL/E 1.8
Ano: 1991
Combustível: Gasolina / Álcool – Duas versões à venda na época
Configuração: Station Wagon
Procedência: Nacional
Peso: 1.200kg
Peso: 1.200kg
Cilindrada: 1796cc
Porte: Médio
Tanque: 47 litros
Aceleração de 0-100km/h: 13,37s
Tração: Dianteira
Velocidade Máxima: 158 km/h
Torque: 14,3 kgfm a 3000 rpm
Potência: 95cv a 5800 rpm
Consumo Urbano: 8,91 km/L
Consumo em Estrada: 13,32 km/L
Potência Específica: 52,90 cv/L
Relação Peso/Potência: 11,58 kg/cv
Torque Específico: 7,96 kgfm/L
Relação Peso/Torque: 76,92 kg/kgfm
Câmbio: Manual de 5 marchas
Classificação de conforto: Nível 2
Classificação de Manutenção: Nível 4

Ultima Versão da Ipanema

Ipanema GL 2.0

Posição e cilindros: Transversal, 4 em linha;
Comando e válvulas por cilindro: No cabeçote, 2
Diâmetro e Curso: 86 x 86 mm
Cilindrada: 1.998cc
Taxa de Compressão: 9,2:1
Potência Máxima: 110cv a 5.600 rpm
Torque Máximo: 16,6 m.kgf a 3.200 rpm
Alimentação: Injeção eletrônica monoponto
Freios: Dianteiro: A disco ventilado – Traseiro: a tambor
Direção: Hidráulica
Câmbio: Manual, de 5 marchas
Tração: Dianteira
Peso: 1.060kg
Rodas/Pneus: Rodas 13 de liga leve, para o pneu 185/70
Dimensões: Comprimento de 4,34 x entre-eixos de 2,52 m
Aceleração de 0-100km/h: 11,5s
Aceleração Máxima: 180km/h
Consumo Urbano: 8 km/L
Consumo em Estrada: 15 km/L
Classificação de conforto: Nível 2
Classificação de Manutenção: Nível 4

Prós e os Contras da Ipanema Wagon

Contra

Com as novas opções para financiar, e as inúmeras facilidades para se comprar um carro zero km, o mercado de usados caiu vertiginosamente; as revendas não conseguem obter mais grandes lucros com veículos que passaram da casa dos dez anos de fabricação, uma vez que, peças começam a sair de linha, manutenções ficam cada vez mais caras, e o desempenho dos carros nunca é o mesmo.

Pós

No caso da Ipanema, ainda é possível encontrar alguns modelos em bom estado, principal se for de mercados auxiliares, como os particulares. Mas na hora de arrematar, é preciso um certo cuidado para adquirir um veículo já tão baqueado pelo tempo. Algo que em uma possível revenda, pode ser uma tarefa bastante complicada, e ficar encalhado com um carro que não apresenta um desempenho satisfatório.

Pós

A Ipanema, mesmo com o passar dos anos, por ser um veículo Chevrolet, ainda é possível fazer bons negócios, por conta de uma manutenção mesmo que ultrapassada, não tão cara, a quantidade de peças e acessórios originais e similares tem fácil aceitação de mercado, e com isso são encontrados com maior facilidade para todos os modelos (Básico, Top, SL, GL), em comparação com outros casos.

Contra

O design do carro para os tempos modernos de veículos mais compactos, não é favorável, sendo considerado um carro para quem precisar carregar uma série de objetos, tanto no seu interior, quanto no suporte para bagagens no teto. O consumo do carro não é baixo, mesmo tendo todos os recursos necessários de um carro com injeção eletrônica, e isso se dá por conta de sua relação peso/potência, onde há uma desproporção bastante avantajada, que segura o carro nos seus estágios.

Pós

Nos aspecto internos, durante todo o seu processo evolutivo, foram feitas correções em peças que geralmente quebravam sem muitos esforços, e melhoraram bastante as questões do porta-luvas e bancos que emperravam com facilidade.

Contra

Nas opções técnicas de motor e direção, por conta das depreciações que o tempo causa no veículo, é sempre bom acionar um mecânico, para analisar algumas peças que sempre foram razões de muitos problemas na Ipanema, como: A coluna de direção, que apresenta problemas de folga na cruzeta, em todos os períodos do carro, com pouca ou muita quilometragem; as molas a gás da tampa traseira, que tem desgaste excessivo e não foi corrigido durante as atualizações da Ipanema, que muito pesada, causa problemas nessa peça; e a fumaça expelida pelo escape é uma ação do tempo, que sempre são identificados como anomalias em retentores de válvula e anéis.

Pós

Além de uma opção de carro para trabalhar, é um veículo com excelente conforto para viagens longas, se tiver com a manutenção em dia; tendo um desempenho excelente. Possuí um porta-malas robusto, pode-se carregar muitos acessórios, malas; outro fator é a troca de combustível, com dispositivos autorizados, a Ipanema faz uma aceitação muito boa, garantindo desempenhos semelhantes em todas as linhas, seja elas gás, gasolina ou álcool.

Preço da Ipamema

Os preços atuais da Ipanema, variam de acordo com o ano e os modelos; podendo ser encontrados com valores a partir de R$ 6.200, chegando até R$ 9.500.Nessa faixa são os preços justos, para modelos sem nenhum tipo de personalização, e com conservação em bom estado, apresentados em tabela. Porém, é possível encontrar em vendas particulares, feirões, com preços ainda mais baixos que o mínimo, e preços mais altos que o máximo estipulado pela FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).

Video sobre a Ipanema Wagon

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook