Atualizado em: 3 março 2014

Carros com descontos para pessoas com doenças graves

Se você possui alguma doença grave, poderá comprar carro com descontos ótimos e trouxemos o passo a passo para vocês, porque vale a pena!
Você Sabia?
Os descontos que os portadores de doenças graves podem ter pode chegar até 13% sobre o preço final e são descontados o IPI, IOF, ICMS, IPVA e a liberação do rodízio.
Os descontos para pessoas com doenças graves são bem vantajosos ( Foto: Divulgação)

Os descontos para pessoas com doenças graves são bem vantajosos ( Foto: Divulgação)

As pessoas que possuem doenças consideradas graves podem ter descontos e algumas facilidades em alguns setores e trouxemos sobre os descontos em carros para vocês poderem usufruir caso se enquadrem. Ninguém quer estar doente, mas infelizmente algumas doenças aparecem e sabemos quanto um carro pode facilitar a locomoção destes pacientes e abaixo vocês saberão como conseguir os descontos.

Este direito a descontos sobre os impostos dos veículos e muitos outros são garantidos por lei e as pessoas com doenças graves são isentas do pagamento do IPI (Imposto sobre Produto Industrializado) – o que representa uma redução de 13% no valor inicial do carro – além de isenção de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). A regra também vale para quem tem filhos com necessidades especiais.

publicidade:

Como Requerer os Descontos

Em primeiro lugar vocês devem marcar uma consulta com a junta médica do Detran e levar um laudo do seu médico que ateste a sua doença grave. Após a consulta vocês receberão outro laudo dentro de 15 a 20 dias.

Depois com este laudo do Detran em mãos você deverá ir à Receita Federal e se cadastrar como contribuinte especial e em quatro dias a documentação necessária estará pronta e você levará na Secretaria da Fazenda para que o benefício seja concedido.

O processo demora uns três meses, mas os descontos valem muito à pena, portanto se você possui alguma doença grave faça uso dos seus direitos.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook