Atualizado em: 17 outubro 2012

Auto-Tune – Entenda como funciona este recurso usado por cantores

O efeito Auto-Tune está disponível como um plug-in profissionais de áudio utilizarem em estúdios, que fixa, e como um stand-alone a unidade para o desempenho vivo do processo
Você Sabia?
Que um processador de áudio criado pela empresa Antares Audio Technologies em 1994, que usa uma matriz sonora para corrigir as performances no vocal e instrumental. Ela é usada para disfarçar imprecisões e erros, permitindo assim que muitos artistas possam produzir mais precisamente suas músicas.

Processador de áudio, que corrige as imperfeições das vozes dos cantores

Cantar afinadamente não é tarefa das mais fáceis, sabendo que cada tipo de voz, possui uma limitação técnica. Até mesmo os mais afinados cantores, passam ás vezes por apuros, em determinados shows a céu aberto, mostrando reais diferenças entre uma voz de estúdio, e uma voz ao vivo.

Pensando em algo que pudesse melhorar esse processo de afinação, a empresa Antares Audio Technologies, criou em 1994, o Auto-Tune, que não só age na correção vocal, como também instrumental. O programa além de dar um retoque na altura do som, também serve para distorcer as vozes, algo parecido com o sistema Voxbox.

publicidade:

Como Funciona

Dessa forma, tornou-se um programa indispensável para os cantores, que fazem os pequenos ajustes, sem que ninguém perceba, principalmente nas apresentações ao vivo. Alguns produtores criaram polêmica por conta do uso do programa, alegando que tira a naturalidade da voz e dos instrumentos. Porém, outros produtores seguem a vertente de que, uma apresentação 98% boa, não pode ser comprometida por duas ou três notas erradas, por isso a correção do Auto-Tune é fundamental.

Muito cantores renomado utilizam o Auto-Tune, tanto nas gravações internas, quanto nas apresentações ao vivo; casos de Gal Costa, que não ligou para as críticas com relação ao programa, e entrou na onda, inclusive lançando uma música que faz alusão ao sistema: ”Autotune Autoerótico”. Cher, veterana nas músicas, busca não só corrigir possíveis imperfeições, como também, adicionar efeitos nas suas músicas, com o Auto-Tune.

Informações

O mais recente caso de sucesso, que tem grande contribuição do Auto-Tune, é a cantora Rebecca Black, que sem possuir uma voz potente, colocou o hit ”Friday”, nas paradas de sucesso, em 2011, utilizando em toda a canção, o famoso programa, que além de dar uma afinação exata, algo que a cantora não possui, também introduziu efeitos de melhoras na música.

A criação foi idealizada por Andy Hildebrand, que fez os primeiros experimentos, como base para exploração de dados sísmicos, fazendo um mix com programas derivados do som, e descobriu que o Auto-Tune poderia afinar os mais variados tipos de sons.

Vídeo sobre Auto-Tune

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook