Atualizado em: 22 outubro 2013

Gosma de Caracol para tratamento de Pele

No Japão acredita-se que a gosma de caracol tenha proteínas importantes para a pele e antioxidantes, que auxiliam no tratamento de rugas.
Você Sabia?
Que o nome caracol vem do latim cochleolus e, no Brasil e em certas partes de Portugal, é usado principalmente para as espécies terrestres.
Gosma de Caracol para tratamento de Pele 1

Gosma de molusco é conhecida por propriedades antioxidantes

A industria cosmética está sempre em busca de novos ingredientes para confeccionar os produtos de beleza e gasta muito dinheiro e tempo em pesquisas, mas há também quem acredita em tratamentos de beleza feitos com produtos naturais, sendo que a China e o Japão são pioneiros em tratamentos estéticos e de saúde com produtos naturais.

Mas, muitas técnicas orientais de beleza e saúde já foram adotados pelo ocidente. Uma destes técnicas naturais de tratamento para pele é a utilização de goma de caracol na pele.

publicidade:

Informações

Sendo que já há até um salão de beleza na Grâ- Bretanha que está oferecendo um tratamento facial com gosma de caracol.

Segundo a esteticista Diane Gower, os extratos de caramujos já podem ser encontrados em cosméticos de luxo, sendo que o seu objetivo não é apenas oferecer um tratamento de beleza, mas também de saúde alternativa.

Sobre o Tratamento

A utilização de goma de caracol para tratamento de pele, já é muito utilizada no Japão, onde acredita-se que a gosma do caracol tenha proteínas importantes para a pele e antioxidantes, que auxiliam no tratamento de rugas.

Os caracóis utilizados no tratamento de pele, não são os que costumam estar nos jardins, pois os caracóis utilizados para fins estéticos são criados em cativeiro. Sendo que estes caracóis entram em quarentena após serem utilizados em cada cliente.

O tratamento de pele com a gosma de caracol, consiste em colocar caracóis sobre a pele do cliente e deixar que eles “andem” pelo rosto  espalhando sua gosma, que segundo os esteticistas, possui agentes antioxidantes que auxiliam na remoção de células mortas e promovem a hidratação da pele.

A correspondente do jornal inglês “The Telegraph” já fez  uma sessão e disse que apesar de assustador, o tratamento não foi tão ruim quanto ela pensou ser.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook