Atualizado em: 4 outubro 2011

Pílula contra cabelos brancos

A empresa de cosméticos L’Oreal já está desenvolvendo uma fórmula para que o nascimento dos cabelos brancos tenha um fim, depois de anos de pesquisa

Há muito tempo o homem de cabelos grisalhos fazem um sucesso danado. É o exemplo de alguns artistas brasileiros e internacionais, como José Mayer, Antônio Fagundes, que já possui o cabelo todo branco, William Bonner, George Clooney, Phillip Schofield e vários outros que aderiram esse estilo de cabelo ficaram bem mais charmosos.

Apesar desse sucesso, muitos homens não estão nada felizes com os fiozinhos brancos surgindo, e muitas vezes, optam por recursos que vá resolver esse problema, o que antes era algo bem difícil, se não contarmos com a tinta de cabelos.

publicidade:

Mas a grande novidade nisso tudo é que cientistas garantem que o fim do nascimento doas cabelos brancos está bem próximo. Para isso, existirá um procedimento tão fácil quanto ingerir uma pílula. Isso porque eles estão trabalhando em uma medicação que, tomada diariamente, pode fazer com que as pessoas consigam manter a cor natural de seus cabelos pelo maior tempo possível.

Para se ter uma ideia, o futuro está bem próximo mesmo. A empresa de cosméticos L’Oreal já está desenvolvendo uma fórmula para que o nascimento dos cabelos brancos tenha um fim, depois de anos de pesquisa. Se a fórmula, que está sendo desenvolvida em segredo, se provar efetiva, ela pode render bilhões à companhia. Entre 2008 e o ano passado, houve um aumento de 50% do número de homens que freqüentam o salão para tingir os cabelos, apontou um estudo da L’Oreal.

“Idealmente, as pessoas deveriam tomar a pílula por toda a vida, mas realisticamente, vamos
encorajá-las a usar a medicação antes que seus cabelos comecem a ficar grisalhos. Não achamos que o processo possa ser revertido uma vez que tenha começado”, afirmou Bruno Bernard, chefe da divisão de biologia do cabelo da empresa. E acrescenta: “Acreditamos que haverá mercado tanto entre homens quanto entre mulheres.”

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook